Logo do REDE EDUCACIONAL

AGRICULTURA

Os principais tipos e conceitos relacionados à agricultura e aos sistemas agrícolas são:

             Agricultura extensiva: aquela praticada sem melhorias e/ou equipamentos modernos. Normalmente consiste na aplicação direta das sementes e colheita manual. De um modo geral apresenta qualidade e valor de produto menor.

             Agricultura intensiva: aquela praticada com o uso de melhorias e/ou equipamentos modernos. Normalmente apresenta uso de biotecnologia, semeadeiras, irrigação e colheitadeiras, entre outras. De um modo geral apresenta qualidade e valor de produto maior.

             Agricultura orgânica: é aquela que não usa produtos químicos e/ou alterações genéticas no cultivo; é uma “agricultura natural”. Ganhou destaque recentemente, com a chamada “geração saúde” e as preocupações com o bem-estar, especialmente por ser livre de agrotóxicos.

             Transgênicos: são produtos que contém materiais genéticos de outros organismos, inseridos através de engenharia genética, com a finalidade de se tornarem melhores (maiores, mais resistentes a pragas e doenças, etc). Os defensores dos transgênicos alegam que eles seriam a solução para a fome no mundo pois alimentos e matérias-primas poderiam ser produzidos em situações adversas (de solo, clima, etc). Vale lembrar que o mundo produz bem mais alimentos do que sería necessário para sua população atual; o problema está na péssima distribuição para o consumo desses alimentos nas diferentes áreas do planeta. Os contrários aos transgênicos alegam que ainda não são conhecidos seus efeitos nos seres humanos, e isso poderia acarretar graves problemas de saúde.

Plantation: sistema muito empregado em países pobres, consiste em três características marcantes: é latifundiária (grandes propriedades), monocultora (um tipo de cultivo apenas) e destinada para a exportação. Durante o período colonial utilizava-se de mão-de-obra escrava, atualmente usa mão-de-obra barata.

Agricultura itinerante: também conhecida como “roça” no Brasil, caracteriza-se pelo uso do fogo para limpar a vegetação original do terreno. Geralmente é praticada em áreas tropicais.

Rotação:

               De terras: parte da terra é cultivada e parte da terra descansa ou é preparada (arada, adubada, etc), alternando-se periodicamente.

               De cultivos/culturas: em parte da terra é cultivado um produto que repõe os nutrientes retirados pelo outro cultivo, feito na outra parte da terra. Alterna-se periodicamente.

Terraceamento e curvas de nível: técnicas usadas normalmente em áreas de terrenos íngremes ou montanhosos, ou ainda na base de montanhas. Os cultivos são feitos em terraços ou degraus de altitude, aproveitando o escoamento da água nas montanhas para fazer um processo natural de irrigação.

 

PECUÁRIA

A criação de animais normalmente distingue-se em extensiva e intensiva:

  Pecuária extensiva: os animais são criados soltos, sem melhorias e/ou equipamentos modernos. Assim como na agricultura extensiva, apresenta qualidade e valor de produto menor.

  Pecuária intensiva: os animais geralmente são criados confinados e utiliza-se um grande conjunto de melhorias (engenharia genética, vacinas, rações, etc). Assim como na agricultura intensiva, apresenta qualidade e valor de produto maior.

Dica: extensivo está relacionado a grande, extenso (grandes propriedades de terra), intensivo está relacionado ao uso intenso da terra (com melhorias e equipamentos).

 

No caso da agricultura e da pecuária, lembre-se de considerar também que essas atividades podem ser de subsistência (para consumo próprio) ou comerciais (para venda).

 

EXTRATIVISMO

O extrativismo consiste na retirada de produtos diretamente da natureza. O extrativismo animal é a caça e a pesca, o extrativismo vegetal é a colheita e o extrativismo mineral é conhecido simplesmente como mineração.

Mineração

  Consiste na retirada dos produtos minerais da natureza. Algumas atividades mineradoras podem ser desenvolvidas individualmente por pessoas, algumass envolvem grandes áreas de exploração e equipamentos adequados e outras são consideradas “indústrias extrativas” pela grande quantidade de equipamentos e tecnologia empregada na exploração.

 

O SETOR PRIMÁRIO NO BRASIL

 O Brasil é uma área de importante atividade primária, destacando-se:

Na agricultura: O Brasil é o maior produtor mundial de cana-de-açúcar e café, além de ser um grande produtor de soja, algodão, milho, arroz, feijão, mandioca e frutas tropicais, entre outros.

Na pecuária: O Brasil possui o maior rebanho bovino comercial do mundo (apesar do rebanho indiano ser maior, ele não é usado comercialmente por questões religiosas) e um dos maiores rebanhos de aves e suínos (porcos). O Centro-sul do país é onde se concentra a maior parte dessas criações. Também destaca-se no Brasil a criação de asnos, cabras e mulas (no nordeste), búfalos na Ilha de Marajó e ovinos (para corte e leite no nordeste, para lã no sul), entre outros.

Na mineração: Destaca-se a exploração de minério de ferro e manganês, em três grandes áreas – o Projeto Grande Carajás (PA), o Quadrilátero Ferrífero (MG) e o Maciço (ou morro) do Urucum (MS). Também merece destaque a exploração de bauxita (para fabricação de alumínio, destacadamente explorada em Oriximiná, no vale do Rio Trombetas, no Pará), de sal marinho (explorado principalmente no nordeste devido ao clima quente e ventos contantes, o que facilita a exploração), nióbio e estanho, entre outros.

Apesar da riqueza natural, o Brasil apresenta diversos problemas relacionados à atividade primária, especialmente no que diz respeito às questões sócio-econômicas e ambientais. No caso das sócio-econômicas podemos citar a enorme concentração de terras que o Brasil possui e as dificuldades ne infra-estrutura para exploração mineral, que só ocorre em grandes jazidas e normalmente se encontra associada aos grandes produtores e empresas com elevada condição de investir na exploração. Em relação à questão ambiental, podemos citar a degradação da periferia sul e leste da Amazônia devido à expansão das fronteiras agropecuárias e a exploração madeireira predatória no cerrado (Centro- Oeste) por carvoarias. Esses são apenas alguns dos muitos problemas que o Brasil possui em relação a essas atividades, reflexo de uma história de desigualdades sociais e econômicas marcantes que não foram superadas.

 

SUGESTÕES PARA APROFUNDAMENTO NOS ESTUDOS:

Sites:

- http://www.embrapa.br: Site da empresa brasileira de pesquisa agropecuária, com diversas informações sobre a atividade primária no Brasil.

- http://www.cni.org.br: Site da Confederação Nacional da Indústria, com diversas informações do setor secundário.

- http://www.mdic.gov.br: Site do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

 

SETOR PRIMÁRIO (GEO13)

Matéria: Geografia / Professor: Delton Campanhã de Moraes

   www.redeeducacional.com.br — O seu site de estudos em ciências humanas e suas tecnologias