Logo do REDE EDUCACIONAL

O CAPITALISMO

             O Capitalismo é um sistema econômico baseado na livre iniciativa e livre concorrência, na propriedade privada (especialmente dos meios de produção) e na lei da oferta e procura, reconhecendo duas classes sociais distintas: a Burguesia (empresários, investidores), fundamentada no lucro e o Proletariado (empregados, trabalhadores) que vendem sua força de trabalho.

Lembrando:

             A lei da oferta e procura considera que a variação de valores a partir de dois princípios: a oferta (quanto mais se tem determinado produto, mais barato ele é, quanto mais raro, mais caro) e a procura (quanto mais se deseja determinado produto, mais caro ele é, quanto menos ele é desejável, mais barato).

             Tradicionalmente são consideradas três fases no capitalismo:

Capitalismo comercial – Inicia-se nas grandes navegações e vai até a Revolução Industrial. O lucro vinha através do comércio.

Capitalismo industrial – Inicia-se na Revolução Industrial e vai até o início do século XX.  A principal fonte de renda passa a ser a transformação de produtos primários em bens de consumo (industrializados).

Capitalismo financeiro – Inicia-se a partir das guerras mundiais e da atuação das bolsas de valores e dos bancos e instituições financeiras globalizadas. As principais fontes de renda passam a ser as grandes aplicações e transações financeiras.

             Alguns países de economia autodenominada socialista empregam o chamado “socialismo de mercado”, cujo principal exemplo é a China. Isso é mais uma alternativa política para que o poder político dominante possa ser mais autoritário do que uma economia estatal e com renda distribuída. Isso não acontece pois, na prática, a economia é capitalista, muitas vezes até levada ao extremo, o chamado “capitalismo selvagem” (como o uso de mão-de-obra extremamente barata na China).

Alguns tipos de associações típicas do mundo capitalista atual são o truste (quando uma empresa controla parte significativa ou todo um setor econômico, ou toda a produção de determinado produto, da matéria-prima ao produto final), o cartel (quando empresas procuram estabelecer, em comum, os preços de determinados produtos ou cotas de produção ou distribuição de produtos. Como fere leis de mercado e consumo, especialmente a da oferta e procura, esse tipo de associação, também conhecida como pool, é considerada ilegal) e a holding (uma sociedade financeira, sem atividade produtiva, que controla ou dirige, diversas outras empresas distintas)

SETORES DA ECONOMIA

A divisão tradicional dos setores da economia considera três setores:

Setor primário (produção) – atividades ligadas à obtenção de recursos a partir da natureza. Divide-se em agricultura, pecuária e extrativismo.   

Agricultura: cultivo / produtos vegetais.

Pecuária: criação / produtos animais

Extrativismo: pode ser mineral (mineração), vegetal (colheita) ou animal (caça e pesca)

Setor secundário (transformação) – atividade industrial, ou seja, aquela ligada à transformação dos produtos primários (matérias-primas) em bens finais (industrializados, “acabados”, aqueles que vão para o consumo).

Setor terciário (circulação e infraestrutura) – atividade comercial (compra e venda dos produtos, tanto primários quanto secundários) e prestação de serviços (atividades estruturais para a sociedade urbana capitalista, como policiais, médicos, bombeiros, professores e outros).

DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO

A divisão internacional do trabalho é a “distribuição das atividades econômicas ao redor do globo”. Lembre-se que isso segue um contexto de desenvolvimento e capacidade tecnológica, ou seja, não há qualquer orgão ou país que determine essa divisão, e os países que não conseguem se desenvolver mais não estão nessa condição porque querem, mas porque sua formação histórica-econômica o conduziu a isso.

Basicamente são consideradas duas “Divisões internacionais do trabalho” – a velha e a nova.

Velha divisão internacional do trabalho:

  Vigente até o início do século passado, considera como fator de divisão a existência ou não da atividade industrial, antes restrita aos países desenvolvidos. Tínhamos, portanto:

Países desenvolvidos: produtores/exportadores de bens industrializados.

Países subdesenvolvidos: produtores/exportadores de matérias-primas.

Nova divisão internacional do trabalho:

             É a atual divisão, onde surgem os países subdesenvolvidos industrializados (também chamados “emergentes” ou “países em desenvolvimento”). Temos, portanto:

Países desenvolvidos: produtores/exportadores de tecnologia.

Países subdesenvolvidos industrializados: produtores/exportadores de bens industrializados.

Países subdesenvolvidos: produtores/exportadores de matérias-primas.

Observe que:

             - Essa divisão não significa que os países exportem apenas esse tipo de produtos, ou seja, os países desenvolvidos, por exemplo, também exportam produtos industriais mais simples e até mesmo matérias-primas.

             - O Brasil enquadra-se nos países subdesenvolvidos industrializados, possuindo um amplo parque industrial, mas lembre-se que os bens agromineradores (primários) respondem por boa parte de nossas exportações.

             - A tecnologia exportada pelos países desenvolvidos na atual divisão internacional do trabalho é aquela presente em seus bens industriais de alta tecnologia, franquias, royalties e patentes (esses últimos referem-se ao pagamento por uso de uma marca, produto, tecnologia ou conhecimento registrado pelos seus desenvolvedores).

BRIC

             Recentemente surgiu, no cenário mundial, uma referência a quatro países que apresentam um grande crescimento econômico: Brasil, Rússia, Índia e China, o BRIC. Esses quatro países são apontados como os países mais promissores do futuro próximo em termos econômicos.

             Note que Brasil, Índia e China são considerados subdesenvolvidos industrializados, enquanto a Rússia faz parte dos países desenvolvidos, embora tenha passado por diversas crises econômicas desde a decadência do socialismo e o fim da antiga União Soviética (em 1991). Atualmente a Rússia tenta resgatar o seu prestígio no cenário global.

 

SUGESTÕES PARA APROFUNDAMENTO NOS ESTUDOS:

Sites:

- http://www.oitbrasil.org.br: Site da Organização Internacional do Trabalho no Brasil.

- http://www.itamaraty.gov.br/temas/mecanismos-inter-regionais/agrupamento-bric: Página do Ministério das Relações Exteriores sobre o BRIC

 

Capitalismo e Setores econômicos (GEO12)

Matéria: Geografia / Professor: Delton Campanhã de Moraes

   www.redeeducacional.com.br — O seu site de estudos em ciências humanas e suas tecnologias